Metaclasses: Pra que servem? Onde vivem? Como se reproduzem?
10-23, 10:20–11:05 (America/Manaus), Tucunare - Vasco Vasquez

Você sabia que classes podem receber keyword arguments assim como funções? E que também podem receber decoradores? Quer descobrir como essas coisas funcionam e pra que servem?


Nessa palestra vamos escarafunchar as entranhas de como o interpretador Python cria classes, e como decoradores, meta-classes e métodos de super-classes podem influenciar nesse processo.

TdC:

  • 5 min.: Intro
  • 5 min.: É tudo "runtime":
  • Classes são criadas em tempo de execução,
  • Como criar uma classe dinamicamente sem usar a palavra reservada "class".
  • 5 min.: Decoradores: como funcionam, tanto em funções como em classes
  • 5 min.: Metaclasse: a classe da classe
  • Classes são resultado da invocação de uma meta-classe, assim como uma instância é resultado da invocação de uma classe
  • O papel dos métodos __call__, __new__ e __init__
  • 10 min.: "Walk-thru" completo do processo de criação de uma classe
  • 5 min.: keyword arguments: classes também aceitam palavras chaves
  • mas é necessário consumi-las pois object não gosta delas
  • 5 min.: __init_subclass__, e por que você quase nunca vai precisar de meta-classes.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=nQFwAJDiv5M

Desenvolvedor Python há mais de 21 anos, Leonardo foi revisor técnico do livro "Fluent Python" do Luciano Ramalho, tanto na primeira como na segunda edição que acabou de lançar.